Lição 10 - O Discípulo Vivendo Cheio do Espírito

 

Texto Bíblico
"E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito"
(Efésios 5:18)

INTRODUÇÃO

Viver cheio do Espírito Santo significa ser alegre, confiante, revestido do poder de Deus. Por intermédio desta virtude, muitos cristãos enfrentaram os perigos com destemor. Os que realmente são cheios do Espírito Santo, jamais voltaram atrás. Aceitaram o martírio, cientes de que eram bem-aventurados. Isto só foi possível, porque experimentaram uma vida repleta no Espírito!

 

I. A NATUREZA DO ESPÍRITO SANTO

1. No momento da conversão (Atos 19:2):- No momento em que você aceita a Jesus como Salvador, recebe o Espírito Santo. Foi Ele quem, na hora de sua conversão, atuou em seu ser, para que se decidisse por Cristo. Ele lhe convenceu que era pecador e necessitava do arrependimento, para alcançar o perdão de Deus. No instante em que levantou as mãos, como sinal de aceitação, você sentiu uma alegria incontida, manifestada, às vezes, por lágrimas. É o momento em que a terceira pessoa da Trindade passa a habitar na vida do crente, que se torna o templo do Deus Altíssimo. Leia 1 Coríntios 6:19.

2. Como promessa e garantia da salvação (1 Coríntios 1:22):- Dentre as muitas funções do Espírito Santo e de tudo o que a Bíblia diz a respeito de sua pessoa destaca-se o fato de ser Ele o penhor, ou seja, a garantia de nossa futura herança em Cristo: ‘Em (Cristo) também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa; o qual é o penhor da nossa herança, para redenção da promessa de Deus, para louvor da sua glória’ (Efésios 1:13 e 14). É o Espírito Santo que, mediante a Palavra de Deus e por todos os meios da graça, nos capacita a atingir a glória eterna de Deus. Este selo é o penhor do futuro que nos aguarda aqui na terra e na eternidade.

 

II. COMO SE RECEBE O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

1. Através da oração (Atos 1:14):- Na despedida, antes de sua ascensão ao céu, Jesus ordenou aos discípulos que ficassem em Jerusalém, até a manifestação do poder de Deus. Eles já haviam recebido, em suas vidas, a terceira pessoa da trindade, quando Cristo, em um dos encontros com eles, após sua ressurreição disse-lhes: ‘Recebei o Espírito Santo’ (João 20:22).

No dia de Pentecostes, os discípulos estavam assentados, talvez no período de descanso da oração de joelhos, quando ‘todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem’ (Atos 2:4).

2. Por intermédio de Jesus (João 1:33):- É Jesus quem batiza no Espírito Santo. João Batista apareceu no cenário da Judéia e pregou o arrependimento de pecados, a fim de preparar os judeus para receberem a Cristo. Ele se tornou conhecido imediatamente, por causa da dura mensagem que transmitia.

Os sacerdotes e levitas mandaram lhe perguntar quem era ele, e João Batista, respondeu que não era o Cristo, mas a vós que clamava no deserto: ‘Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías’ (João 1:23). Declarou também que batizava com água, para arrependimento, mas o que vinha logo em seguida era maior do que ele, e batizaria com o Espírito Santo.

Este, a quem João Batista se referia, é Jesus Cristo, o nosso Salvador. Se você ainda não é batizado no Espírito Santo, ore, peça insistentemente, e o Filho de Deus lhe revestirá do poder do alto.

 

III. O QUE É O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO?

1. É uma promessa do Pai (Joel 2:28 e 29):- Deus fez ao homem, aproximadamente oito mil promessas, sendo o batismo no Espírito Santo uma delas. No passado, o Espírito Santo manifestava-se de forma específica. De acordo com a necessidade, Ele operava na vida dos servos de Deus (leia Êxodo 35:30 a 35). No entanto, Deus prometeu derramar o seu Espírito sobre todos os homens, para que profetizassem e tivessem sonhos. O batismo no Espírito Santo é uma bênção atual e que está ao alcance de todos os que crêem.

2. É um revestimento de poder (Marcos 16:17 e 18):- Os discípulos, antes do batismo no Espírito Santo, eram tímidos e medrosos. Inclusive, no dia da prisão de Jesus, todos fugiram, com exceção de Pedro, que acompanhou até o local onde o Filho de Deus foi julgado. Na casa do sumo-sacerdote Caifás, o amigo de Cristo, que prometeu segui-lo até a morte, com medo de morrer, negou-o três vezes. No entanto, no dia de pentecostes, revestido do poder de Deus, quando os judeus, atraídos pelo barulho das línguas estranhas que os discípulos falavam, declararam que os seguidores de Jesus estavam embriagados, Pedro respondeu: ‘Varões judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo a terceira hora do dia. Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel’ (Atos 2:14 a 16). No término de sua mensagem, quase três mil pessoas aceitou a Jesus como salvador.

Com certeza, todos os revestidos do poder de Deus, são mais do que vencedores. Se você ainda não é batizado no Espírito Santo, busque-o com fé, pois este revestimento também é seu.

3. É uma necessidade (Atos 19:6):- Paulo, em sua terceira viagem missionária, encontrou na cidade de Éfeso, alguns discípulos. O apóstolo sempre considerou o batismo no Espírito uma necessidade na vida do cristão. Por isso, ele perguntou àqueles discípulos, se eles já eram batizados no Espírito Santo. Responderam-lhe: ‘Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo’ (Atos 19:2). Paulo, então, orou, impondo as mãos sobre eles, e Jesus batizou-os no Espírito Santo, e falavam línguas e profetizavam.

Nos dias em que vivemos, o batismo no Espírito Santo é uma grande necessidade. As muitas dificuldades que enfrentamos na atualidade e as forças do mal que atuam neste mundo, levam o homem aos vícios e das drogas e da bebida, à prostituição, à violência e a tantas coisas ruins que destroem a humanidade. Entretanto, o homem triste e desiludido, desenganado pela medicina e rejeitado pela sociedade, quando aceita a Jesus, renova as suas forças, principalmente, depois que é batizado no Espírito Santo.

 

IV. DÁDIVAS DO ESPÍRITO SANTO?

1. Os dons espirituais (1 Coríntios 12:8 a 10):-Mediante o batismo no Espírito Santo, recebemos os dons espirituais. São os seguintes: a palavra da sabedoria, a palavra da ciência, a fé, os dons de curar, a operação de maravilhas, a profecia, o dom de discernir os espíritos, a variedade de línguas e a interpretação de línguas.

Os dons espirituais são necessários para a edificação espiritual e o crescimento da igreja. São concedidos gratuitamente e devem ser utilizados, também, de graça. Nós o recebemos mediante o nosso pedido a Deus. Se você deseja um ou mais destes dons, comece a busca-los ainda hoje, com fé e o Senhor lhe concederá.

2. O Fruto do Espírito (Gálatas 5:22):- No momento da regeneração, o novo homem pessa a ter a mente de Cristo e a produzir o fruto do Espírito, que podemos comparar a uma laranja com nove gomos, cujos nomes diferem uns dos outros. São eles: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, fé, mansidão e temperança. Não são diversos frutos, mas um só, constituído por nove virtudes diferentes. Jesus orou esta sublime oração: ‘porque pelo fruto se conhece a árvore’ (Mateus 12:33). Isto significa dizer que se conhece a pessoa que realmente nasceu de novo, quando ela produz o fruto do espírito, manifestado nas nove virtudes que lhe são peculiares.

 

V. O ESPÍRITO SANTO COMO LÍDER

1.Ensina todas as coisas (João 14:26):- Jesus declarou aos discípulos que, por causa de seu nome, eles seriam odiados e levados aos tribunais. Mas não se preocupassem, pois o Espírito Santo lhes ensinaria tudo o que eles deveriam responder aos seus inimigos.

Hoje também, o Espírito Santo nos ensina. Por nós mesmos, nada sabemos falar. Mas quando abrimos a nossa boca, a terceira pessoa da Trindade nos enche de sabedoria e graça, para pregarmos o evangelho de Cristo.

2. Santifica-nos (2 Tessalonicenses 2:13):- O Espírito Santo é quem nos regenera. A partir do momento em que aceitamos a Jesus, Ele inicia o processo de santificação. Logo após o novo nascimento, começamos a crescer espiritualmente, até chegarmos a estatura de varões perfeitos (Efésios 4:13). Realmente, as três pessoas da Trindade são responsáveis pela salvação do homem: o Pai enviou o Filho. Este, por sua morte, redimiu-nos, e o Espírito Santo tem a incumbência de nos santificar. Quando pecamos, sentimos, por intermédio dele, a nossa culpabilidade. Arrependendo-nos, confessamo-lo as nossas faltas e Ele, por intermédio do sangue de Jesus, purifica-nos de todo o pecado.

3. Dirige a Igreja (João 16:13):- No dia de Pentecostes, o Espírito Santo assumiu a direção da Igreja. Com a sua infinita sabedoria, Ele dirige os passos da eleita de Cristo, desde a sua fundação, até o dia do arrebatamento. No decorrer deste tempo, Satanás investe contra a Noiva do Cordeiro, mas jamais foi bem sucedido, pois o Espírito Santo a protege de todo o mal. As portas do inferno não prevalecem contra a igreja, porque o Espírito a dirige e protege das astutas ciladas do Diabo. Leia Mateus 16:18.

Por isso, viver cheio do Espírito significa ser dirigido pela terceira pessoa da Trindade, com a certeza de que o crente marcha para a glória, seguro e confiante que chegará ao céu, pois não é conduzido por simples seres humanos, mas por uma pessoa divina.

 

QUESTIONÁRIO

1) Quando se recebe o Espírito Santo?

2) De acordo com a lição, o que é batismo no Espírito Santo?

3) Quais as dádivas do Espírito Santo?

4) Quais a atuação do Espírito Santo como líder?

5) Quais são os dons espirituais descritos em 1 Coríntios 12:8 a 10?

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!